sexta-feira, 25 de março de 2011

Da amizade



E ter amigos (amigas) é assim. Amigas como a R. Daquelas que sabemos que vamos levar para o resto da vida. Aconteça o que acontecer. Independentemente da distância que nos separa e dos longos períodos de tempo sem estarmos juntas.

A amizade vê se nas pequenas coisas, nos pequenos gestos. Vê se na vontade das pessoas, nota se na disponibilidade das mesmas. Assim numa curta troca de mensagens, a comentar o evento social do fim de semana passado, surgiu a sugestão feita com toda a naturalidade Quando quiseres e puderes vir cá a casa diz me!!. A resposta não tardou nada Por mim pode ser já esta semana. 

Que bom! E hoje ela vem lá a casa. Independentemente dos 40 kms que nos separam, da extrema falta de tempo livre que ambas temos (pela mesma profissão que exercemos). De um dia para o outro marca se um jantar sem problemas. Tão diferente de outras tantas que para marcar um encontro são necessários quase meses de antecedência. 

Logo a noite será preenchidinha por muita conversa. Temos tanta coisa para conversar. Aquelas conversas que não são possíveis ter numa festa como a da passada semana. Porque à coisas que são só nossas. Com a certeza porém que irei ouvir muito mais que falar, estamos em fases diferentes da vida (emocional) e estou certa que precisará de um ombro para desabafar.

E assim aproveitando que o maridinho estará fora a noite toda numa reunião da empresa vamos ter tempo e espaço para lavar a alma. Uma com a outra.

Can´t wait!!!

Sem comentários:

Publicar um comentário