sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Preciso dizer te.




És o meu Norte e o meu Sul.
És o meu porto de abrigo. És o vento que me faz navegar por esse mundo.
És a minha vida.
És tu

E nestes últimos tempos és a minha âncora. Que me agarra firme contra a corrente e não me deixa andar à deriva

Sem comentários:

Publicar um comentário